Pedigree Azul e Pedigree Verde

Pesquisando na internet sobre o tal "pedigree verde" acabei achando uma  discussão no orkut bem interessante, achei super esclarecedor!
Selecionei alguns fragmentos dessa discussão e adicionei aqui! ( só não consegui ver o autor pq não faço parte do grupo em questão)

Pedigree Azul - O pedigre é um documento no qual traz o registro de três gerações de ancestrais de um cão. É uma certidão emitida pelo Kennel Clube, órgão normalmente

vinculado a uma das três entidades cinófilas que atuam no Brasil, que são: a CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia), a mais atuante e a mais tradicional, com sede
no Rio de Janeiro(RJ); é a primeira e opera há mais de oitenta anos ininterruptamente. É a única oficialmente reconhecida internacionalmente pelos países membros da Federação Cinológica Internacional (FCI), que tem sede na Bélgica.

No PEDIGREE, temos, além dos dados diretamente ligados ao cão em questão (nome, data de nascimento, RG, raça, cor, variedade), temos a árvore genealógica, contento os pais, avós e bisavós, com seus respectivos RG's, e, em alguns casos, a variedade e/ou a cor.

Então, o filhote SÓ PODERÁ TER PEDIGREE, se tivermos os dados referentes - ou seja, se sabemos quem são seus pais, avós e bisavós. Por lógica, se os pais têm pedigree, temos esses dados, então o fihote terá pedigree também.

Esse PEDIGREE (e é o único documento que pode ser chamado assim), na CBKC, é AZUL. Daí a expressão "meu cão tem Pedigree Azul".

A ACB(Associação Cinológica do Brasil), com sede em São Paulo(SP), é uma dissidência da CBKC que ocorreu nos anos oitenta e que hoje atua como cartório de registro. E a SOBRACI (Sociedade Brasileira de Cinofilia), com sede em Sorocaba(SP), entidade criada por criadores descontentes com o sistema vigente no Brasil e que possui reconhecimento de entidades cinófilas internacionais não ligadas a FCI da Bélgica.

O pedigree normalmente é emitido para filhos de cães portadores de pedigree (pai e mãe), oficialmente é chamado de Certificado de Registro de Origem, e é originado através de informações repassadas pelo criador, dono da fêmea, mãe da ninhada, a qual também é registrada no sistema. (seja CBKC, ACB ou SOBRACI).


Pedigree Verde - Não é possível a emissão de um certificado de registro de origem para um cachorro que não possua pedigree; a estes cães é possibilitado a emissão de um Certificado de Pureza Racial (CPR), e atesta apenas que aquele indivíduo é um cão de raça pura. Neste documento não consta árvore genealógica, porém dá direito aos filhotes descendentes (filhos destes cães com Certificado de Pureza Racial), serem registrados e receberem pedigree.
Cada entidade cinófila tem sua regra para a emissão do CPR. Aos interessados em possuir o CPR, o qual chamamos popularmente de pedigree inicial para seu cachorro, é necessário procurar as entidades cinófilas e consulta´-los sobre os procedimentos.

Normalmente os pedigrees verdes vem de quando os cães tem algum ascendente registrados em clubes não filiados a FCI. Isso acontece muito em border collies de linhagem de trabalho, que são registrados pela ISDS (International Sheep Dog Society) ou ABCA (American Border Collie Association) e quando são nacionalizados pela CBKC, viram verdes. Parece que demora algumas gerações para que o pedigree descendentes de cães de pedigree verde fique azul.

Em tempo: o pedigree verde tb é comum nas raças que estão em desenvolvimento (digamos assim).

Agora, e se falta algum desses dados? Então vamos ver num caso fictício - temos um Bulldogue Campeiro, raça ainda em formação, que tem todas as características da raça, que parece interessante para formar parte do plantel nacional, mas dito cão não tem pedigree nem temos notícias sobre os seus ascendente. O que se faz? Então se submete o cão a um exame, durante uma exposição oficial, e se tira o RI, ou seja o REGISTRO INICIAL.

Esse REGISTRO INICIAL - RI não é pedigree (nem pode, né?) Não traz nem o nome dos pais...), mas certifica aquilo que sabemos, ou seja, que o cão em questão tem todas as características da raça, no caso, Bulldogue Campeiro. Mas e os filhos dele? Bem, olhando pro filho, sabemos quem é o pai (que tem o tal RI) e, presumivelmente, quem é a mãe (presumindo que ésta tem Pedigree completo). Então a CBKC emite um documento conhecido por CPR - CERTIFICADO DE PUREZA RACIAL, onde consta o nome dos pais do cão.

Ou seja, o CPR testifica que o cão em questão (no caso, o filho do nosso cão inicial) é de raça pura, porque é filho de dois cães que possuem todas as características da raça. Isso se faz assim porque muitos mestiços saem com as características de um dos pais, mas passam as da mãe para os próprios filhos (ou o contrário, óbvio).

 Ok, mas, e os filhos destes CPR? (no caso, netos do nosso cão inicial) Estes terão também o CPR, constando, porém, os nomes dos pais e dos avós.

E os filhos destes, os bisnetos do nosso Bulldogue Campeiro lá do início? Agora sim teremos notícias até a quarta geração deles, não? Então agora, e somente agora, terão o Pedigree, com os nomes dos pais, avós e bisavós!Isso tem sentido se pensamos assim: podemos ter um mestiço “disfarçado”, ou seja, que se pareça a um dos pais, e passe por raça pura, não? Ok, mas, em 4 gerações as características da mestiçagem terão que aparecer! Se não aparecerem, então é porque o cão é realmente de raça pura!

Agora, as tais cores:

REGRISTRO INICIAL – RI – Nunca vi...
CERTIFICADO DE PUREZA RACIAL – CPR – a CBKC o emite na cor marrom.
PEDIGREE – azul.


Não dá para mensurar o valor desse pedigree.
Em sua maioria bons criadores não mantêm matrizes e padreadores com esse tipo de pedigree. Bons canis, respeitam as regras vigentes e possuem em seu plantel apenas cães com pedigree azul, que consequentemente também será fornecido aos filhotes, quando o registro da ninhada ocorrer.

Não é usual um bom criador aceitar uma cruza do seu padreador e/ou matriz com cães de pedigree verde.

0 pedigree sozinho não é garantia que o criador é bom. Mas TODO cachorro que vem de criador bom TEM pedigree, mas nem todo cachorro que tem pedigree vem de criador

Bom, Mas é o mínimo que um criador deve possuir em seu plantel... o criador que não possue realmente não há nem como protestar caso o filhote seja mestiço...


4 Comentários:

  1. esse texto foi bastante esclarecedor.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Nunca vi... só conheço o azul e o verde. É um pedigree ou é um CPR? Certificado de pureza racial?

      Excluir

Mon Amour Megan