Receita Natural anti-coprofagia

Olá pessoal ! Mais um blog de receitinhas para cães : Tem Cachorro na Cozinha
e essa receita achei interessante pois diz que é anti-coprofágica.
E tb muito fácil de preparar!

Cubos congelados de legumes (Solução natural anti-coprofagia)

Um hábito canino que geralmente incomoda os donos é "comer cocô", ou coprofagia. Segundo o etólogo Bruno Tausz, na sua comunidade no orkut, Psicologia Canina, há a possibilidade deste hábito existir por falta de nutrientes vegetais na dieta do cão. Ainda na sua comunidade, podemos encontrar uma receita de cozido que auxilia no combate a este hábito.

Os legumes e verduras usados são livres, sempre respeitando alergias do seu animal e evitando os "alimentos proibidos" para cães. 

Ingredientes:
- Cenoura; 
- Batata;
- Pepino;
- Abóbora;
- Abobrinha;
- Quiabo;
- Couve;

Modo depreparo:
Lave todos os ingredientes, corte em pedaços grandes e coloque para cozinhar. 

Cozinhe até que as verduras e legumes virem uma papa. Bata tudo no liquidificador e coloque para congelar em cubas de gelo.


Depois, é só oferecer um ou dois cubos descongelados por dia (a depender do tamanho do seu cachorro) misturado na refeição do seu cão.

Legal né!?
Sigam tb no twitter : @temcachorro



Porque Criadores, ONGs, PetShop e Veterinários não se entendem?

Porque ONGs e ativistas de proteção ao animais, criadores de cães, petshops e veterinários não se entendem? Porque existem tanto desencontros de opniões com pessoas envolvidas com animais de estimação? É possível convergir as intenções em prol dos animais? 
Se você já ficou com uma dessas perguntas na cabeça você não está sozinho, nós do Canil Mon Amour Megan e muitas pessoas que conhecemos também se fazem as mesmas perguntas. Não queremos, neste post, defender os criadores de cães como nós, e sim trazer um ponto de vista diferente, que ajude a todos a formar sua opnião e a nos conhecer melhor, como fazemos e o que pensamos.


As atividade envolvidas com animais de estimação não diferem muito de outras atividades, existem bons e maus profissionais, álias nem todos pode ser chamados de profissionais, pois a grande maioria são entusiastas, estudiosos e apaixonados. A grande maioria, não todos. A falta de informação e principalmente a falta de regulamentação das atividades faz com que não saibamos o que é certo ou errado. As dúvidas das pessoas são muitas: "Quando o filhote pode sair do canil?", "Por que um vacina custa tão caro?", "O que é ração Premium, SuperPremium?","Se tiver uma dificuldade com o filhote eu falo com quem?","Esse cão que vamos adotar é agressivo?" para essas e ou outras questões não existe um órgão que defina o que é certo ou errado.


Em geral existe uma atividade que é repreendida por quase todos os envolvidos com animais de estimação que trabalham de forma ética, são as feiras de filhotes. Do jeito que estão acontecendo hoje, nós somos 100% contra, pois os filhotes ficam expostos e em um ambiente com várias pessoas e vários outros animais. Filhotes muitas vezes sem nenhuma vacina, quando o correto era que tivessem com o calendário de vacinação completo e respeitado o período de 30 dias da última dose. Além disso os filhotes oferecidos nem sempre são criações dos expositores, são animais sem procedência, ou seja, quem vai levar o filhote para casa, não sabe como é a mãe, nem o pai, nem se o cruzamento é 100% puro. 


A situação é que até hoje nós não vimos nenhuma feira que respeitasse os animais e os futuros proprietários, gostaria de receber informações sobre feiras que fosse realizadas pensando em primeiro lugar nos animais, em segundo nas famílias que querem um cão de raça e por último pensasse no lucro, realmente ir com a familia e ver um filhotinho brincando, dormindo, fazendo qualquer coisa é muito encantador e fica até irresistível não levar para casa. 


Nós somos contra a forma como estão sendo realizadas as feiras, não são poucas as histórias de perda de filhotes comprados em feiras que chegam até a gente, é para chorar e se indignar. Gostariamos de ouvir opniões sobre como as feiras podem acontecer de forma a respeitar a saúde, higiene e temperamento dos animais, mais responsabilidade dos protetores, expositores e criadores. Enquanto isso não ocorre acreditamos que a atitude a prefeitura de florianópolis é a mais acertada, proibição das feiras, pena que elas continuem a ser realizadas nas cidades da grande Florianópolis, mas o exemplo foi dado.


Sempre que vemos alguma notícia sobre animais de estimação doentes, ou sendo mal tratados, sujos, desnutridos, ficamos mais chocados ainda quando sabemos que ocorreu dentro de uma petshop ou de um criador de cães. Realmente é para ficar chocado, pois nestes locais é onde esperavamos que os cães fossem muito bem tratados,  tipo um paraiso para os cães. É realmente para pensarmos: "ESSE TIPO de Petshop e criadores deveriam existir?". Me permito a dizer, esse tipo de profissionais Nunca Deveriam Existir!!! Não é assim que devemos tratar os animais, não é essa forma de agir que deve acontecer, não é esse o comprometimento. 


Aqui em florianópolis, as ONGS e protetores dos animais são formadas por guerreiros, pois são todas independentes, pelo menos as que conhecemos. Isso realmente é um trabalho muito bonito que merece todo nosso apoio, respeito e adimiração. Sempre que podemos damos uma passadinha como quem não quer nada, damos uma ajudinha e vamos embora, pois se descobrem que somos criadores podemos ser ignorados, mas não somos bem recebidos não, gostariamos de ajudar mais, mas como podemos ajudar se somos tachados como exploradores? Não merecemos isso, se nos conhecessem melhor não haveria a generalização. 


Como vamos explorar cães que dormem no mesmo quarto que a gente, e que sobre na nossa cama no nosso sofá??? Não somos esse tipo de criadores que eles imaginam. E como falamos no começo deste post existem bons e maus profissionais, as ONGs aqui da grande florianópolis, em geral são compostas por boas pessoas, mas também encontramos notícias de ong usadas para desviar dinheiro, que prometem proteger os animais e tratam pior o que se deixasse na rua. Mas uma ver eu quero afirmar, que muitas ongs são honestas,  verdadeiros herois e merecem todo nosso apoio.


Criar cães comercialmente, manter o bem estar dos animais e obter lucros é muito difícil? É mesmo, nós do Mon Amour Megan, estamos declarando de forma aberta que em 3 anos de criação, não obtivemos R$ 1,00 de lucro, tudo o que entrou de recurso de venda de filhotes no nosso canil, voltou para os cães, para sua alimentação, sua saúde, higiene, instalações. E além disso o Wagner manteve e mantêm a diferença de dos custos dos cães. No ano passado tivemos 2 ninhadas apenas, sendo que temos 5 fêmeas e 2 machos. 


Realmente o nosso lucro são as amizades que criamos com as pessoas que ficaram com  nosso filhotes, e o carinho que nossos cães tem com a gente e do filhotes durante o tempo que ficam com a gente (no mínimos 60 dias), além disso temos o costume de ficar com cães que nasceram no nosso canil, o que é muito gratificante para nós. Conhecemos criadores de cães e a grande maioria diz que não é possível viver de criação de cães e assinamos em baixo, dos nossos amigos criadores somente 1 que conhecemos consegue viver da criação e cria de forma ética e amorosa. 


Convidamos a todos que estão lendo este post a visitar nosso formspring   Lá você verá nosso comprometimento com os Shih Tzu e o nosso trabalho de esclarecimentos aos proprietários de cães, tentando melhor o convívio cão e pessoas.


Vamos usar nosso blog para levantar umas bandeiras nos próximos posts, já gostaríamos  de expor os assuntos: "Criação Ética Respeitando o Bem Estar Animal", "PetShop e comercialização de Animais nesses estabelecimentos", "Feiras de Filhotes o que está errado?", "ONG e suas desconfianças com Criadores". Abordando esses assuntos queremos que vocês possam tirar suas conclusões ou colaborar com o assunto, o que somos contra é a generalização. Na história a generalização sempre foi uma barreira para integração das pessoas, talvez seja da natureza do ser humano pensar assim. 


Não é só uma questão que é certo ou errado, pois acreditamos que este conceito é muito amplo e pessoal para definirmos  com mais informações você pode definir o que é certo ou errado para você, sempre respeitando o bem estar do animais e a boa convivênvia das pessoas com eles.


(Continua no próximo post )

Por que Não ter um ShihTzu ?


Gente! Esse post foi a @caonatural a "Tula" que me pediu para escrever esse post pois ela não conseguiria! rsrsrsr

Quando a Tula no twitter me perguntou se eu podia fazer uma postagem p/ o Blog dela "Por que NÃO ter um ShihTzu?" Demorou pra cair a ficha, pois sou criadora e APAIXONADA pela raça e não consigo imaginar eu falando alguma desvantagem de tê-lo, porém ela tem razão quanto a alertar sobre isso de cada raça , pois nem sempre o cão merece o dono que tem. E isso porque não pesquisou sobre a raça que escolheu... simplesmente quis adquirir, por capricho, modinha, ou "deu na telha".

Então vamos lá!

Bom, quem não quer gastar com veterinário e com ração de qualidade, não tenha um cão por favor! NENHUM!

Quem NÃO deve ter? 
Quem NÃO quer trabalho com o pêlo ( escovar diariamente );
Quem NÃO quer gastar com manutenção da pelagem ( banho e tosa );
Quem quer um cão para fazer excercícios físicos;
Quem NÃO quer gastar com ração de qualidade;
Quem quer um cão pequenininho;
Quem NÃO tem dinheiro para comprar e manter;
Quem quer um cão de guarda;
Quem NÃO fica em casa por muito tempo, são cães que gostam de companhia.

Comportamento

Sem fôlego:
ShihTzu é uma raça para quem tem uma energia baixa, ou seja alguém que não espera por longas caminhadas ou corridas, eles tem o aparelho respiratório precário, digo , eles não tem muito fôlego, mas isso não influi em nada na saúde dele.

Teimosos:
Não é um cão obediente! Eles não acatam de imediato as ordens do dono, são teimosos e fingem que não nos escutam, ou seja obedecem quando querem.Demoram a aprender novas regras, como fazer as necessidades no lugar certo... mas aprendem! senão eu já estava louca aqui com 7! 

Dentro de casa:
Se vc espera que o seu shihtzu fique na rua, ou durma em ambiente externo....? Não, eles não gostam! Gostam de ficar dentro de casa principalmente na hora de dormir! até brincam no quintal, mas logo correm pra dentro!


Saúde

Problemas comuns 

Estômago Fraco:
Se comem algo do chão, resto de comida, já botam pra fora. A maioria dos vômitos é causado por ficarem "xeretando" o chão.

Digestão dificil:
Como o shihtzu tem o intestino curto, eles tendem a não digerir a comida direito, então muitas vezes comem demais e vomitam, ou comem alguma coisa diferente pela mudança de cardápio e já não digerem direito, o que contribui muito para a coprofagia pois ainda saem restos de comida nas fezes. Dar probióticos é uma ótima opção.

Problemas oculares: 
Com o lacrimejamento contante devido à sua estrutura física (olhos grandes e bastante expostos), conjuntivite e úlcera de córnea. Devem ser bem limpos com algodão embebido com água boricada e evitar que machuquem como na hora de escovar para fazer a "chuca" evitar que caia shampoo nos olhos, e evitar brinquedos e objetos pontiagudos.

Mas por experiência própria , os shihtzus são cães bem resistentes! Dificilmente visitam o veterinário.

Blog da Tula: Cão Natural

Carolina Mello Mattei & Wagner Mattei
"Visando a pureza e o aperfeiçoamento da raça"
Canil Mon amour Megan
Criadores - Shih Tzu
TWITTER: http://twitter.com/monamourmegan

Receita By Cachorro Verde

Bolo de carne

Quer oferecer ao pet uma guloseima diferente? O aniversário do Totó ou do bichano está chegando? Que tal preparar para ele um delicioso Bolo de Carne? A dica é do criador norte-americano de Pastores Alemães, Pat Petersen, que teve sua receita publicada no livro Food Pets Die For (inédito no Brasil, 2008), escrito pela pesquisadora canadense de Pet Food, Ann Martin. A guloseima faz tanto sucesso entre os jovens Pastores de Pat que ele apelidou a receita de Puppy Meat Loaf (”Bolo de Carne do Filhote”).
Nutritivo e saudável, o Bolo de Carne é feito com fontes de minerais e de proteínas altamente digestíveis (carne bovina, leite em pó e queijo branco) e com pães e grãos integrais, que fornecem proteínas (vegetais), fibras, ferro e carboidratos. Apenas atente para o bom senso. O Bolo de Carne deve ser oferecido com moderação, de acordo com o peso e a condição de saúde do pet.
Acompanhe a receita abaixo e bote - literalmente! - as mãos na massa!
Ingredientes
  • 250 gramas de qualquer carne bovina moída
  • 325 gramas de queijo cottage ou queijo minas light
  • 2 ovos
  • ¼ xícara de leite em pó
  • 1/8 de xícara de gérmen de trigo
  • 4 fatias de pão de cereais integrais em pedacinhos
  • 4 xícaras de aveia cozida
  • 2 xícaras de arroz integral cozido

Instruções

1. Em uma vasilha bem grande, combine a carne moída e o queijo e misture bem.
2. Adicione os ovos, o leite em pó e o gérmen de trigo. Misture bem.
3. Acrescente os pedaços de pão, a aveia e o arroz integral cozidos. Misture bem.
4. Divida a mistura em cinco forminhas de alumínio pequenas.
5. Asse a 180 graus centígrados por uma hora.
6. Deixe esfriar em temperatura ambiente por uma hora e sirva um pedaço do bolo de uma das fôrmas ao seu cão ou gato.
Observação: Refrigere ou congele as demais forminhas. O bolo de carne não tem conservantes e por isso é perecível. Não o guarde na geladeira por mais de três dias. Para descongelar, basta tirar a porção do freezer e deixá-la na parte mais baixa da geladeira por umas 10 horas. Se preferir, aqueça o bolo no fogão antes de oferecer, ou posicione a fôrma dentro de um recipiente com água quente por alguns minutos.
Lembrete: ofereça ocasionalmente e com moderação, para não predispor seu pet à obesidade!


Os deliciosos bolos de carne assando! (Fotógrafa: Roberta Caldas)

Danka, o Dálmata da Roberta Caldas, louco pra devorar os bolos!
Bom apetite e uma lambida do Cachorro Verde!

Mon Amour Megan