Filhotes de Shih Tzu Disponíveis 120 dias




YURI

YURI
YOSHI
YOSHI
YAN
YAN
  



Os filhotes já usam o banheirinho ( pipidolly ), são independentes  e por terem 120 dias não choram mais durante a noite,( pela falta da mãe e irmãos ) o que é ótimo para quem mora em apto.

Entregamos com:

  1. 3 doses da vacina V10 importada;
  2. Pedigree CBKC;
  3. Carteirinha de Vacinação para vida todo do cão ( personalizada do nosso canil );
  4. KIT filhote ( feito por nós mesmo);
  5. Contrato de compra/venda e garantia contra doenças infecto contagiosa;
  6. Assistência pós compra.
Trabalhamos com pagseguro ( parcelamento no cartão ) ; Depósito , e cheque 3x  ( apenas para quem mora na grande Florianópolis.

Filhotes Shihtzu

FÊMEA VENDIDA

FÊMEA VENDIDA

FÊMEA VENDIDA

FÊMEA VENDIDA

MACHO DISPONIVEL

Filhotes de Shihtzu Disponíveis!

Pronta Entrega! 3 Doses da Vacina Importada /Pedigree CBKC/ Kit Filhote Mon Amour

Filhotes de Shih Tzu Disponíveis 84 dias

Estamos agora com apenas uma fêmea à venda: 
A Mon Amour Megan Lindsay :


E os machinhos: Yan, Yoko ,Yoshi & Yuri





Já estão com 2 doses da vacina importada, devidamente vermifugados contra vermes e giárdia.
Vendemos com pedigree e contrato de compra e venda ( com garantia )

Carol & Wagner.

Shihtzu Macho Preto Sólido à Venda

Paco Rabanne 5 meses - Todas as vacinas.
Filho de Madonna e Darth Vader.
Mais detalhes por e-mail: contato@canilmonamourmegan.com.br


Filhotes de Shih Tzu Disponíveis 70 dias


Mon Amour Megan "AMY'  VENDIDA

Mon Amour Megan "WENDY" VENDIDA
Mon Amour Megan "YURI"
Mon Amour Megan "YAN"

Mon Amour Megan "YOKO"

Mon Amour Megan "YOSHI"

O Antes e Depois da Turminha!

As fotos de "antes" eles estão com mais ou menos 50 dias de idade,  e as "depois" é quase ou mais de 1 ano de idade.

Daphnne Branca/Dourada

Darth Sólido Preto

Gucci Branco/Mogno

Madonna Branca/Vermelha

Megan Branca/Preta

Prada Branca/Dourada

Vanilla Tricolor

O que fazer quando seu cão engasga

Quando um cachorro está se afogando com um corpo estranho, precisa de ajuda imediatamente. Quanto mais ele tenta respirar, mais entra em pânico. Seu objetivo nesta situação de emergência é liberar as vias aéreas sem ser mordido.
Os sinais de que o cachorro está engasgado incluem tentar limpar a boca com as patas, língua pálida ou azulada, agonia evidente ou inconsciência. Se o cachorro estiver inconsciente e você acha que há um corpo estranho, libere as vias aéreas antes de fazer ressuscitação cardiopulmonar. Se o cachorro não consegue respirar não adianta tentar a ressuscitação.
Embora possa parecer difícil, você pode ajudar um cachorro engasgado ou inconsciente seguindo as dicas básicas abaixo. Seu esforço pode salvar a vida de um cachorro.
  • Contenha o cão, se necessário.
  • Aproxime-se do cachorro lentamente, falando em um tom de voz tranqüilizador.
  • Desobstrua as vias aéreas.

    Passo 2d

  • Abra a boca do cachorro cuidadosamente, segurando a mandíbula superior com uma mão sobre o focinho.
  • Pressione os lábios do cão sobre os dentes superiores apertando com seu polegar em um lado e os outros dedos no outro, de maneira que os lábios do cachorro fiquem entre seus dentes e os dedos. Aperte com firmeza para forçar a boca a ficar aberta.
  • Se você consegue ver o objeto, tente removê-lo com seus dedos.
  • Se você não conseguir remover o objeto e o cachorro for pequeno o suficiente, segure ele pelas pernas traseiras, vire-o de cabeça para baixo e chacoalhe vigorosamente. Bater nas costas também pode ajudar a mover o objeto.
  • Se você não consegue remover o objeto e o cachorro é grande demais para ser erguido, coloque-o deitado de lado no chão. Coloque a sua mão atrás da caixa torácica e aperte para baixo e um pouco para frente, com firmeza. Solte. Repita rapidamente várias vezes até o objeto ser expelido.
  • Se você não conseguir retirar o objeto, leve o cachorro imediatamente ao veterinário.
  • Se você retirar o objeto e o cachorro ainda não estiver respirando, sinta sua pulsação colocando seus dedos 5 cm atrás do cotovelo do cachorro no meio do peito.

    Passo 5b

  • Faça respiração artificial. Deite o cachorro de lado; estique a cabeça e o pescoço do cão. Mantenha a boca e lábios fechados e assopre com força pelas narinas. Faça uma respiração de 3 a 5 s. Respire fundo e repita até sentir resistência ou ver o peito subir. Após 10 s pare. Observe o peito para ver se está se movendo, o que indica que o cachorro está respirando sozinho. Se o cachorro não estiver respirando, continue a respiração artificial. Se o coração não estiver batendo faça uma ressuscitação cardiopulmonar.
Ressuscitação cardiopulmonar para cães de até 20 kg

Passo 6c

  • Deite o cachorro de costas.
  • Ajoelhe-se perto da cabeça do cão.
  • Feche suas mãos sobre o peito do cachorro com as palmas sobre cada lado do peito.
  • Comprima as palmas sobre o peito com firmeza contando até dois e solte contando um. Pressione moderadamente. Repita aproximadamente 60 a 90/min.
  • Alternativamente (após 30 s), segure a boca e lábios do cachorro fechados e assopre com força nas narinas. Assopre por 3 s, respire fundo e repita, até sentir resistência ou ver o peito do cachorro subir. Tente repetir 10 a 20/min. Como regra geral, faça cinco compressões cardíacas para cada respiração.
  • Pare após um minuto. Observe se há movimento do peito e sinta o batimento cardíaco colocando os dedos a 5 cm do cotovelo no meio do peito.
  • Se o coração não estiver batendo continue a ressuscitação cardiopulmonar. 


Ressuscitação cardiopulmonar para cães com mais de 20 kg

Passo 6b

  • Deite o cachorro de lado.
  • Coloque a palma da sua mão no meio do peito do cachorro.
  • Comprima contando até dois e solte contando um. É preciso pressionar com firmeza. Repita aproximadamente 60 a 90/min.
  • Alternativamente (após 30 s), segure a boca e lábios do cachorro fechados e assopre com força nas narinas. Assopre por três segundos, respire fundo e repita, até sentir resistência ou ver o peito do cachorro subir. Tente repetir 10 a 20/min.
  • Pare após um minuto. Observe o peito para ver se o cachorro está respirando e sinta o batimento cardíaco colocando os dedos meio centímetro atrás do cotovelo, no meio do peito.
  • Se o coração não estiver batendo, continue a ressuscitação cardiopulmonar. 
  • Leve o cachorro imediatamente ao veterinário. A ressuscitação e a respiração devem continuar no caminho ou até o cachorro começar a respirar e o coração começar a bater sem assistência.
Fonte: uol

Mitos e verdades Sobre as Doenças Transmitidas Pelos Animais ao Homem

Bom...
Depois da polêmica cena da novela da globo Insensato Coração de ontem, imagino que muitas pessoas ficaram revoltadas e indignadas com o preconceito contra gatos. 
Eu fiquei pasma! chocada, BEGE com tamanha ignorância.
Já aproveitei para esclarecer isso, e outras doenças que são mitos, e outras que são verdadeiras.







......Saiba o que há de correto ou não nos ditos populares.
......1. "A mordida/baba do cachorro transmite a raiva"
Parcialmente correto. Os cães afetados pela raiva salivam bastante ("babam") por não conseguirem engolir a própria saliva, devido à paralisia que a doença causa. A mordida desses animais transmite a raiva. Porém, um cão só pega raiva se for mordido por outro animal doente. A maioria dos cães não é portadora do vírus da raiva, principalmente aqueles vacinados. Assim, apenas a saliva ("baba") /mordida de um animal DOENTE, transmitirá a raiva.
......2. "Cachorro que baba/espuma é cachorro louco"
Errado. Nem todo cachorro que "baba" (saliva) ou espuma está com raiva. Animais intoxicados podem apresentar intensa salivação, assim como cães ou gatos que ingeriram medicamentos de sabor desagradável podem espumar. Animais submetidos a forte estresse também podem salivar.
......3. "Cachorro que corre em volta do rabo está louco"
Errado. Muitos cães correm atrás do rabo por costume, ou por uma manifestação de ataque convulsivo. O cão que corre atrás do rabo, não está louco, nem com raiva.
......4. "O gato transmite doença para mulher grávida"
Parcialmente correto. Os gatos, assim como pombos e outros animais, podem transmitir a toxoplasmose para as pessoas. Porém, para transmitir, os animais têm que ter a doença. Os gatos domésticos podem contrair a toxoplasmose através da carne crua ou ingestão de pombos e outras aves. O gato não apresenta sinais clínicos da toxoplasmose e a transmite pelas fezes apenas quando está com baixa resistência. A mulher que contrair toxoplasmose durante os três primeiros meses da gestação poderá ter sérios problemas com o feto. 
......Antes de engravidar, a mulher que possui ou tem contato com animais deve fazer um exame para detectar se já tem a doença, mas não apresenta sintomas. Se tiver toxoplasmose, dela deve ser tratada antes de engravidar. Se não tiver a doença, deve evitar o contato com fezes de gatos e pombos, nos três primeiros meses de gestação. A família não precisa se desfazer do gato de estimação, no caso de gravidez na família. Pode ser feito um exame sorológico (no sangue) do gato de estimação para saber se ele tem a doença, ou simplestemente evitar o contato da mulher grávida com os dejetos do animal. A ingestão de carne ou ovos crus, pela gestante, deve ser evitada.
......4. "Cachorro na praia transmite doenças"
......Parcialmente correto. Nem todo o cão pode transmitir doenças às pessoas se freqüentar a praia. Porém, se o cão estiver com vermes e defecar na areia, os ovos microscópicos desses parasitas se transformarão em larvas. Essas larvas podem penetrar na pele das pessoas causando o "bicho geográfico". Os cães que são vermifugados, ou seja, tomam remédio para vermes regularmente, não transmitirão as larvas às pessoas. De qualquer modo, deixar o cão "fazer cocô" na praia, com o sem vermes, é errado. Lembre-se sempre de ser um dono responsável.
......5. "O gato transmite asma para as pessoas/crianças" 
......Errado. A asma, também conhecida como bronquite, bronquite alérgica, bronquite asmática ou asma brônquica é uma doença alérgica, não transmissível. Crianças ou pessoas que sofrem de asma, podem ter crises quando em contato com os pêlos de gatos e outros animais. Os pêlos do gato ou os ácaros presentes na pelagem (o mesmo ácaro existente na poeira), em algumas pessoas, podem causar as crises.
......6. "O gato também tem AIDS"
......Errado. A FAIDS, é uma doença que causa imunodeficiência em felinos, mas NADA tem a ver com a AIDS humana. É transmitida unicamente entre gatos. Não se trata da mesma doença nem é transmitida ao homem.
......7. "O xixi de rato transmite doenças"
......Parcialmente correto. Os ratos são transmissores da leptospirose, doença que atinge o homem e animais através da urina desses roedores. Porém, nem todo o rato está infectado com a leptospirose. Na dúvida, evite o consumo de alimentos ou o uso de rações para animais contaminados pela urina de ratos, assim como o contato com águas de enchentes que são contaminadas por urina desses roedores que vivem nos esgotos.






Silvia C. Parisi é médica veterinária e este seu artigo foi publicado em www.vidadecao.com.br.
Contato com a autora:silvia.parisi@vidadecao.com.br

Sintomas e Cuidados da Gripe Canina

Quem tem cães deve sempre tomar certos cuidados com algumas doenças que costumam atacar esses animais e embora algumas sejam comuns ainda assim precisam ser devidamente tratadas e entre essas está a Gripe Canina ou Tosse de Canis cujas principais causas podem ser encontradas em 3 agentes infecciosos, a bactéria Bordetella e os vírus Parainfluienza e Adenovírus. A verdade é que os sintomas e cuidados da Gripe Canina não podem ser minimizados uma vez que quando é a bactéria a responsável pela doença, esta pode vir a acometer seres humanos e por este motivo é considerada como uma zoonose.

Sintomas

Quando os cães são atacados pela gripe aparecem como sintomas mais comuns, a tosse seca que se dá em forma de acessos e muitas vezes fazem pensar que o cão tenha se engasgado sendo que não raro passa a expelir uma espuma branca pela boca que costuma piorar quando o animal faz algum tipo de exercício, quando se agita e mesmo a pressão feita pela coleira pode provocar esse sintoma. Quando acontece do quadro se tornar mais grave começa a aparecer secreção nos olhos, febre, coriza e falta de apetite. Os cuidados devem ser redobrados quando atinge animais debilitados ou quando a gripe ataca os filhotes, pois o quadro pode se agravar a ponto de levar a estágios bem mais complicados como uma pneumonia.

Tratamento

Quando o animal contrai a doença o ideal é que se busque ajuda do veterinário para proceder ao adequado tratamento que de um modo geral é feito a base de antibióticos (antibioticoterapia) além de xaropes para aliviar os acessos de tosse e antiinflamatório. É aconselhável que se faça com que o cão fique confinado como uma forma de não deixá-lo exposto ao frio, umidade ou vento sendo que os banhos também devem ser evitados nessa época.

Contágio

Como acontece com a gripe humana, o contágio na gripe canina é quase certo quando as pessoas têm mais do que um cão, quando um deles contrai a gripe podemos esperar, pois com certeza os outros também vão adoecer, atingindo a cada um dos cães com mais ou menos intensidade dependendo da constituição física e da resistência de cada animal.


Precauções

Podemos evitar que nossos cães contraiam a Gripe Canina tomando certas precauções como não levar o animal a lugares onde existem grandes concentrações como é o caso de praças, parques, lojas de animais, jardins e canis uma vez que estes são locais com mais probabilidades de contágio especialmente quando estamos na época do frio. Não podemos esquecer também que não devemos medicar o animal sem o diagnóstico do veterinário pois nem sempre a tosse é devido a gripe, muitas vezes pode ser causada por problemas cardíacos especialmente quando se trata de um cão idoso.


Cão que não atende pelo nome, será que ele não gosta do nome dele?


É comum ver cães adquiriem o comportamento de não atender pelo nome inclusive indo para o lado oposto, isso ocorre principalmente os cães que convivem dentro de casa. Podemos achar que eles possam não gostar do próprio nome, o que não é verdade, este é um comportamento nós mesmo que construimos e agora vamos entender um pouco e tentar corrigir.

Cada vez mais as pessoas estão considerando seus animais de estimação como parte da família, eles possuem lugar cativo dentro de casa, itens da lista do supermercado e gastos mensais com sua higiene e estética. São praticamente um filho, boa parte das pessoas já os tratam assim. Junto com essa “promoção a ente familias”, vem também uns problemas de convívio, nós convidamos nossos peludinhos a entrarem em casa mas não nos preparamos para isso. É isso mesmo que você ouviu, nós não nos preparamos para isso. Comumente achamos que os cães possuem o entendimento de uma criança, mas eles não possuem. Os cães não possuem o discernimento de uma criança, pelo menos não completamente, eles possuem um jeito de pensar diferente dos humanos, uma lógica própria.

Observe o seu comportamento quando seu cão estiver fazendo algo que você não goste ou que precisa ser corrigido. Assim como fazemos com as crianças, chamamos pelo nome e depois damos um bronca, mais ou menos assim: “Bob, Não! Feio Bob!” ou “Floquinho Larga, Larga Floquinho”. O que devemos observar que essa forma de advertência é bem eficaz para uma criança de 2 anos, pois a chamará pelo nome e indica que ela está fazendo algo errado. Mas nossos amigos não entendem dessa forma, eles não conseguem diferenciar o que é chamar a atenção e o que é bronca, então eles acabam achando que o próprio nome é uma bronca. O erro é simples e fácil de corrigir, quando você quiser punir ou chamar a atenção para algo errado, nunca use o nome dele no meio da advertência, pois ele irá associar o nome á uma bronca e consequentemente ele vai ter receio ou medo do próprio nome.

E agora o que fazer para ele voltar a abanar o rabinho quando eu falar seu nome?
Não é tão complicado, precisamos fazer um trabalho de desassociação. Primeiro você deve se acostumar ao jeito certo de advertir, não use mais o nome dele, com o tempo, só o jeito de falar será o suficiente para entender que a advertência é para ele. Os exemplos acima ficarão assim: “Não! Feio!” e “Larga!”, não precisa mais do que isso e se ele não obedecer na primeira vez se aproxime e repita.

Depois precisamos fazê-lo querer bem o seu nome, e para isso nada melhor do que a conquistá-lo pelo estômago. Pegue um petisco que ele goste muito, numa distãncia curta chame-o pelo nome uma vez. Se ele se aproximar, dê o petisco e faça festinha, dizendo “muito bem!”. Se ele não atender mostre o petisco e chame o nome dele, mas só de o petisco se ele ouvir o chamado pelo nome, senão, se afaste e chame-o de novo. Não insista por muito tempo, alguns minutinhos por dia ou mais de uma vez por dia é melhor. Com o tempo diga o seu nome e só faça festinha sem dar petisco, às vezes, para não se viciar no petisco.
Depois abandone o petisco e só faça festinha. Dessa forma ele voltará a gostar do nome. Você também pode usar uma guia longa para auxiliar, quando ele não vir, pode puxá-o para perto e dar o petisco.

Mais uma coisa, alguns cães que possuem o nome curto e terminando em “ão”, ex.:Negão, fortão, Campeão; podem confundir o fim do nome com a advertência “Não”, se for o seu caso tente dar um apelidinho para ele.
As nossas dicas são básicas, mas são bem eficientes, se você fizer diariamente esse treino logo verá os resultados, mas se as coisas não melhorarem você deve procurar um adestrador profissional, que fará um diagnóstico de outras possíveis causas. É muito gostoso chamar nosso peludo e ele vir correndo balançando o rabinho de felicidade.

Espero que esta dica ajude a todos.

Fonte: Pet & Amigos  - Página ainda em construção!

Receita Natural anti-coprofagia

Olá pessoal ! Mais um blog de receitinhas para cães : Tem Cachorro na Cozinha
e essa receita achei interessante pois diz que é anti-coprofágica.
E tb muito fácil de preparar!

Cubos congelados de legumes (Solução natural anti-coprofagia)

Um hábito canino que geralmente incomoda os donos é "comer cocô", ou coprofagia. Segundo o etólogo Bruno Tausz, na sua comunidade no orkut, Psicologia Canina, há a possibilidade deste hábito existir por falta de nutrientes vegetais na dieta do cão. Ainda na sua comunidade, podemos encontrar uma receita de cozido que auxilia no combate a este hábito.

Os legumes e verduras usados são livres, sempre respeitando alergias do seu animal e evitando os "alimentos proibidos" para cães. 

Ingredientes:
- Cenoura; 
- Batata;
- Pepino;
- Abóbora;
- Abobrinha;
- Quiabo;
- Couve;

Modo depreparo:
Lave todos os ingredientes, corte em pedaços grandes e coloque para cozinhar. 

Cozinhe até que as verduras e legumes virem uma papa. Bata tudo no liquidificador e coloque para congelar em cubas de gelo.


Depois, é só oferecer um ou dois cubos descongelados por dia (a depender do tamanho do seu cachorro) misturado na refeição do seu cão.

Legal né!?
Sigam tb no twitter : @temcachorro



Porque Criadores, ONGs, PetShop e Veterinários não se entendem?

Porque ONGs e ativistas de proteção ao animais, criadores de cães, petshops e veterinários não se entendem? Porque existem tanto desencontros de opniões com pessoas envolvidas com animais de estimação? É possível convergir as intenções em prol dos animais? 
Se você já ficou com uma dessas perguntas na cabeça você não está sozinho, nós do Canil Mon Amour Megan e muitas pessoas que conhecemos também se fazem as mesmas perguntas. Não queremos, neste post, defender os criadores de cães como nós, e sim trazer um ponto de vista diferente, que ajude a todos a formar sua opnião e a nos conhecer melhor, como fazemos e o que pensamos.


As atividade envolvidas com animais de estimação não diferem muito de outras atividades, existem bons e maus profissionais, álias nem todos pode ser chamados de profissionais, pois a grande maioria são entusiastas, estudiosos e apaixonados. A grande maioria, não todos. A falta de informação e principalmente a falta de regulamentação das atividades faz com que não saibamos o que é certo ou errado. As dúvidas das pessoas são muitas: "Quando o filhote pode sair do canil?", "Por que um vacina custa tão caro?", "O que é ração Premium, SuperPremium?","Se tiver uma dificuldade com o filhote eu falo com quem?","Esse cão que vamos adotar é agressivo?" para essas e ou outras questões não existe um órgão que defina o que é certo ou errado.


Em geral existe uma atividade que é repreendida por quase todos os envolvidos com animais de estimação que trabalham de forma ética, são as feiras de filhotes. Do jeito que estão acontecendo hoje, nós somos 100% contra, pois os filhotes ficam expostos e em um ambiente com várias pessoas e vários outros animais. Filhotes muitas vezes sem nenhuma vacina, quando o correto era que tivessem com o calendário de vacinação completo e respeitado o período de 30 dias da última dose. Além disso os filhotes oferecidos nem sempre são criações dos expositores, são animais sem procedência, ou seja, quem vai levar o filhote para casa, não sabe como é a mãe, nem o pai, nem se o cruzamento é 100% puro. 


A situação é que até hoje nós não vimos nenhuma feira que respeitasse os animais e os futuros proprietários, gostaria de receber informações sobre feiras que fosse realizadas pensando em primeiro lugar nos animais, em segundo nas famílias que querem um cão de raça e por último pensasse no lucro, realmente ir com a familia e ver um filhotinho brincando, dormindo, fazendo qualquer coisa é muito encantador e fica até irresistível não levar para casa. 


Nós somos contra a forma como estão sendo realizadas as feiras, não são poucas as histórias de perda de filhotes comprados em feiras que chegam até a gente, é para chorar e se indignar. Gostariamos de ouvir opniões sobre como as feiras podem acontecer de forma a respeitar a saúde, higiene e temperamento dos animais, mais responsabilidade dos protetores, expositores e criadores. Enquanto isso não ocorre acreditamos que a atitude a prefeitura de florianópolis é a mais acertada, proibição das feiras, pena que elas continuem a ser realizadas nas cidades da grande Florianópolis, mas o exemplo foi dado.


Sempre que vemos alguma notícia sobre animais de estimação doentes, ou sendo mal tratados, sujos, desnutridos, ficamos mais chocados ainda quando sabemos que ocorreu dentro de uma petshop ou de um criador de cães. Realmente é para ficar chocado, pois nestes locais é onde esperavamos que os cães fossem muito bem tratados,  tipo um paraiso para os cães. É realmente para pensarmos: "ESSE TIPO de Petshop e criadores deveriam existir?". Me permito a dizer, esse tipo de profissionais Nunca Deveriam Existir!!! Não é assim que devemos tratar os animais, não é essa forma de agir que deve acontecer, não é esse o comprometimento. 


Aqui em florianópolis, as ONGS e protetores dos animais são formadas por guerreiros, pois são todas independentes, pelo menos as que conhecemos. Isso realmente é um trabalho muito bonito que merece todo nosso apoio, respeito e adimiração. Sempre que podemos damos uma passadinha como quem não quer nada, damos uma ajudinha e vamos embora, pois se descobrem que somos criadores podemos ser ignorados, mas não somos bem recebidos não, gostariamos de ajudar mais, mas como podemos ajudar se somos tachados como exploradores? Não merecemos isso, se nos conhecessem melhor não haveria a generalização. 


Como vamos explorar cães que dormem no mesmo quarto que a gente, e que sobre na nossa cama no nosso sofá??? Não somos esse tipo de criadores que eles imaginam. E como falamos no começo deste post existem bons e maus profissionais, as ONGs aqui da grande florianópolis, em geral são compostas por boas pessoas, mas também encontramos notícias de ong usadas para desviar dinheiro, que prometem proteger os animais e tratam pior o que se deixasse na rua. Mas uma ver eu quero afirmar, que muitas ongs são honestas,  verdadeiros herois e merecem todo nosso apoio.


Criar cães comercialmente, manter o bem estar dos animais e obter lucros é muito difícil? É mesmo, nós do Mon Amour Megan, estamos declarando de forma aberta que em 3 anos de criação, não obtivemos R$ 1,00 de lucro, tudo o que entrou de recurso de venda de filhotes no nosso canil, voltou para os cães, para sua alimentação, sua saúde, higiene, instalações. E além disso o Wagner manteve e mantêm a diferença de dos custos dos cães. No ano passado tivemos 2 ninhadas apenas, sendo que temos 5 fêmeas e 2 machos. 


Realmente o nosso lucro são as amizades que criamos com as pessoas que ficaram com  nosso filhotes, e o carinho que nossos cães tem com a gente e do filhotes durante o tempo que ficam com a gente (no mínimos 60 dias), além disso temos o costume de ficar com cães que nasceram no nosso canil, o que é muito gratificante para nós. Conhecemos criadores de cães e a grande maioria diz que não é possível viver de criação de cães e assinamos em baixo, dos nossos amigos criadores somente 1 que conhecemos consegue viver da criação e cria de forma ética e amorosa. 


Convidamos a todos que estão lendo este post a visitar nosso formspring   Lá você verá nosso comprometimento com os Shih Tzu e o nosso trabalho de esclarecimentos aos proprietários de cães, tentando melhor o convívio cão e pessoas.


Vamos usar nosso blog para levantar umas bandeiras nos próximos posts, já gostaríamos  de expor os assuntos: "Criação Ética Respeitando o Bem Estar Animal", "PetShop e comercialização de Animais nesses estabelecimentos", "Feiras de Filhotes o que está errado?", "ONG e suas desconfianças com Criadores". Abordando esses assuntos queremos que vocês possam tirar suas conclusões ou colaborar com o assunto, o que somos contra é a generalização. Na história a generalização sempre foi uma barreira para integração das pessoas, talvez seja da natureza do ser humano pensar assim. 


Não é só uma questão que é certo ou errado, pois acreditamos que este conceito é muito amplo e pessoal para definirmos  com mais informações você pode definir o que é certo ou errado para você, sempre respeitando o bem estar do animais e a boa convivênvia das pessoas com eles.


(Continua no próximo post )

Por que Não ter um ShihTzu ?


Gente! Esse post foi a @caonatural a "Tula" que me pediu para escrever esse post pois ela não conseguiria! rsrsrsr

Quando a Tula no twitter me perguntou se eu podia fazer uma postagem p/ o Blog dela "Por que NÃO ter um ShihTzu?" Demorou pra cair a ficha, pois sou criadora e APAIXONADA pela raça e não consigo imaginar eu falando alguma desvantagem de tê-lo, porém ela tem razão quanto a alertar sobre isso de cada raça , pois nem sempre o cão merece o dono que tem. E isso porque não pesquisou sobre a raça que escolheu... simplesmente quis adquirir, por capricho, modinha, ou "deu na telha".

Então vamos lá!

Bom, quem não quer gastar com veterinário e com ração de qualidade, não tenha um cão por favor! NENHUM!

Quem NÃO deve ter? 

Quem NÃO quer trabalho com o pêlo ( escovar diariamente );
Quem quer um cão para ensinar truques;
Quem NÃO quer gastar com manutenção da pelagem ( banho e tosa );
Quem quer um cão para fazer excercícios físicos;
Quem NÃO quer gastar com ração de qualidade;
Quem quer um cão pequenininho;
Quem NÃO tem dinheiro para comprar e manter;
Quem quer um cão de guarda;
Quem NÃO fica em casa por muito tempo, são cães que gostam de companhia.

Comportamento

Sem fôlego:
ShihTzu é uma raça para quem tem uma energia baixa, ou seja alguém que não espera por longas caminhadas ou corridas, eles tem o aparelho respiratório precário, digo , eles não tem muito fôlego, mas isso não influi em nada na saúde dele.

Teimosos:
Não é um cão obediente! Eles não acatam de imediato as ordens do dono, são teimosos e fingem que não nos escutam, ou seja obedecem quando querem.Demoram a aprender novas regras, como fazer as necessidades no lugar certo... mas aprendem! senão eu já estava louca aqui com 7! 

Dentro de casa:
Se vc espera que o seu shihtzu fique na rua, ou durma em ambiente externo....? Não, eles não gostam! Gostam de ficar dentro de casa principalmente na hora de dormir! até brincam no quintal, mas logo correm pra dentro!


Saúde

Problemas comuns 

Estômago Fraco:
Se comem algo do chão, resto de comida, já botam pra fora. A maioria dos vômitos é causado por ficarem "xeretando" o chão.

Digestão dificil:
Como o shihtzu tem o intestino curto, eles tendem a não digerir a comida direito, então muitas vezes comem demais e vomitam, ou comem alguma coisa diferente pela mudança de cardápio e já não digerem direito, o que contribui muito para a coprofagia pois ainda saem restos de comida nas fezes. Dar probióticos é uma ótima opção.

Problemas oculares: 
Com o lacrimejamento contante devido à sua estrutura física (olhos grandes e bastante expostos), conjuntivite e úlcera de córnea. Devem ser bem limpos com algodão embebido com água boricada e evitar que machuquem como na hora de escovar para fazer a "chuca" evitar que caia shampoo nos olhos, e evitar brinquedos e objetos pontiagudos.

Mas por experiência própria , os shihtzus são cães bem resistentes! Dificilmente visitam o veterinário.

Blog da Tula: Cão Natural

Carolina Mello Mattei & Wagner Mattei
"Visando a pureza e o aperfeiçoamento da raça"
Canil Mon amour Megan
Criadores - Shih Tzu
TWITTER: http://twitter.com/monamourmegan

Mon Amour Megan