Rações Premium? Super Premium?

Falar sobre alimentação, mais especificamente de ração para cães e gatos pode parecer um tema bastante simples, afinal estamos falando de uma embalagem que se compra em pet-shop ou supermercado e já vem pronta para servir. Na verdade não é bem assim, afinal aquela prateleira está cheia de tipos diferentes de rações, qual será a mais indicada para meu cão?

Rações Premium? Super Premium?

Vamos começar falando em qualidade do alimento. As rações estão agrupadas conforme o tipo da matéria prima utilizada na sua fabricação. As chamadas super-premium são as que possuem melhor fonte, seguidas pelas rações premium. Vamos usar como exemplo as fontes de proteína: o cão apresenta um aproveitamento maior se a base da proteína for o frango ou o ovo. Essa proteína do frango pode ser dos pés, das víceras, da carcaça ou da carne propriamente dita, é claro que existe proteína em todas essas partes mas a existente na carne é de qualidade superior a todas as outras, então temos uma matéria prima de melhor qualidade na ração que utiliza essa fonte do que as rações que usam as outras, embora todas contenham proteína na sua formulação. É por isso que muitas vezes achamos uma ração muito cara perto de outra mas se formos procurar saber o porquê dessa diferença é muito provável que a matéria prima utilizada por uma seja bastante superior a outra, isso com certeza é um dos fatores.
Agora que escolhemos uma ração de boa qualidade ela estará dividida em diversos sub tipos como filhotes, adultos, alta energia, diet, tamanho do cão...


De maneira geral, um cão é considerado filhote até um ano de idade, salvo em algumas raças muito grandes onde podemos considerar ate um ano e meio, nesse período ele deverá comer a ração apropriada à sua idade e porte da raça quando adulta, isso acontece porque um filhote de maltês terá necessidades diferentes de um filhote de Dog Alemão, tanto no aporte de nutrientes quanto no tamanho do grão da ração, afinal, um cão do tamanho de um maltês terá, por volta dos seis meses, um tamanho já definido enquanto o dog alemão estará em plena fase de crescimento.

Adultos e filhotes... cada um na sua...


Muitas pessoas que já tem um cão e acabam adquirindo outro querem comprar uma mesma ração para os dois, isso é possível quando os cães ficam adultos e tem tamanhos no mínimo parecidos. Caso não exista a possibilidade de separá-los nem no momento da alimentação é mais indicado que o adulto coma a ração do filhote que está em pleno desenvolvimento, mas isso pode acarretar alguns problemas como a obesidade do mais velho devido ao aporte maior de nutrientes na ração do filhote.

No caso de cadelas prenhes o que acontece é um gasto exagerado de energia devido, principalmente, à produção do leite, que faz com que mudem as necessidades calóricas da fêmea sendo necessário alterar a ração durante essa fase fornecendo rações próprias para filhotes, o que deve ser corrigido na fase de desmame.
Existem também rações apropriadas aos níveis de atividade do cão, um animal de trabalho como um cão que anda ao lado de um policial precisa de mais energia do que o cão que esta em casa esperando o dono chegar do trabalho.


Diet? Light?

Quanto às rações diet, diferente do que muitos pensam, ela não é indicada somente para manter a forma. Existem rações diet para regimes ou até para manutenção do peso ideal mas o termo diet está diretamente relacionado a tratamentos como por exemplo um cão que apresenta problemas cardíacos vai precisar de uma dieta sem sal ou um problema renal uma dieta com menos proteína, então temos as rações com formulações já prontas.
As rações são, sem duvida, o alimento mais indicado para os cães, já vem prontas e totalmente balanceadas para serem usadas mas para isso e necessário um certo critério na escolha e conhecimento tanto do animal e suas necessidades quanto dos produtos que o mercado oferece, portanto caso você tenha duvidas procure o veterinário e peca a indicação do melhor alimentação para o seu cão, afinal ele é único e só quem o conhece pode indicar com precisão as necessidades dele.
Colaboração da Médica Veterinária,

Dra. Audrey Haag


http://www.procao.com.br/



Super-premium

Eukanuba
Cibau
Hills Science Diet
Linha Size Royal Canin
Match Super Premium
Pedigree Advanced Nutre
Choice Lamb & Rice
Ossobuco
Premier Pet
Premier
Equilibrio
Pro Plan
Natural
Etc...

Premium

Royal Canil Club Croc

Faro Foxy
Friskies
Golden Fórmula
Kibbles & Softs
Petisko Premium
Pedigree
Premium Dog
Tutano
Etc...

Standard

Bonzo
Big Boss
Croc Dog
DeliDog Semi Úmida
Frolic
Herói
Karina Premium
Lider Chips
Max Buffet
Nero
Nutridog
Pedigree Champ
Petisko
Royal Canin Selection
Etc...

Existem ainda formulações especiais para: cães que precisam perder peso ou recuperá-lo rapidamente cães com sensibilidade digestiva cães com alto nível de atividade, como esportistas ou cães de trabalho cães idosos - depende do tamanho da raça a idade em que um cão é considerado idoso cães órfãos ou em processo de desmame.

Lágrima Àcida Em Animais


É um problema bastante comum em cães de pelagem branca e/ou raças miniatura são as manchas na face causadas pelas lágrimas.

Algumas raças de gatos, como os persas, também podem ser acometidas. As manchas, de coloração amarronzada, comprometem a estética (parecem olheiras).

É um grande problema para os criadores, principalmente aqueles que participam
de exposições. "Epífora" é o nome dado ao derramamento de lágrimas pela face do animal. Existem várias causas atribuídas a esse problema. As lágrimas, produzidas pelas glândulas lacrimais, são responsáveis pela lubrificacão dos olhos. A drenagem das
lágrimas é feita pelo ducto lacrimal, uma "cânula"; responsável por conduzir o excesso de lágrimas dos olhos para o interior do focinho.

É Fácil compreender isso, pois quando você chora, as lágrimas também escorrem pelo seu nariz. Geralmente são os poodles e malteses que possuem. Se a drenagem da lágrima pelo ducto for insuficiente, ela escorre pela face do animal. Uma vez em contato com os pêlo, a lágrima sofre a ação das bactérias existentes na pele e pelagem. Esse processo resulta na alteração da coloração dos pêlos que se tornam avermelhados indo até o marrom escuro. Em cães de raça" braquicefálica", (Cara muito achatada ) como pugs, buldogues, pequineses e gatos persas, o derramamento das lágrimas está associado a anatomia desses animais.

Apresentando globo ocular bastante saltado, isso compromete a drenagem da lágrima pois, dentre outros fatores, a entrada do ducto da lágrima fica comprida pela posição dos olhos. Assim, a drenagem é insuficiente e a lágrima é derramada para fora do olho. Nas raças poodle (mini e toy), malteses e alguns terriers, pode ocorrer o mesmo problema.

Associado a isso, o excesso de pêlos próximos aos olhos podem causar irritabilidade e aumento na produção de lágrima. É aconselhavel retirar os pêlos que possam estar irritando os olhos dos animais. Outros fatores que podem causar o derramamento de lágrima ácida são:
Obstrução do canal lacrimal (poeira ou pequenas particulas),
Deformações na pálpebra (cílios voltados para dentro dos olhos causando irritações)
Inflamações no ducto da lágrima,
Conjuntivites,
etc..
Algumas das causas podem ser resolvidas como a retirada dos pêlos em volta dos olhos, correção cirúrgica das pálpebras com cílios voltados para dentro (entrópio), tratamento da conjuntivite e desobstrução do canal da lágrima. Mas quando o problema é apenas anatômico,como nas raças citadas, excluidas outras possibilidades, pouco pode ser feito a não ser a limpeza diária dos olhos e da pelagem amarronzada, com a remoção de crostas que podem se formar no local.
Sem isso, pode ocorrer inflamação da pele nessas áreas escurecidas. Existem produtos específicos que podem ser usados para minimizar o
escurecimento dos pêlos. Devem ser usados com cuidado para não irritar os olhos dos animais. Também existe o problema "emocional" que pode causar lágrima ácida nos cães, como por exemplo alguma mudança repentina na rotina do cão.
Mudanças do tipo do cão ser separado da familia por algum motivo , os donos viajarem e ficarem muito tempo longe ( no caso do animal ser muito apegado ) e etc...Porém, isso não é regra ok? Isso "pode" acontecer.

O uso de antibióticos pode resolver temporariamente o problema,pois altera a composição da lágrima. No entanto, o efeito é apenas passageiro. ( veja com o veterinário qual usar ).
Também tem uma grande probabilidade de ser um problema adquirido pela ração que o cão está comendo. Antes de dar remédios e antibióticos, troque a ração que usa para ver se não é problema da ração.Existem rações que "ajudam" a formação da lágrima ácida e outras que ajudam a tirar.
Conheço algumas que tiram e outras que formam....mas isso é experiência de outras pessoas que me passaram, pois várias pessoas entraram em contato comigo por causa desse problema e cheguei a algumas conclusões através das rações que utilizam.

Qualquer dúvida estamos á disposição!

Carolina & Wagner.

Homeopatia Aumenta a Imunidade dos Animais


Manter a saúde dos animais em equilíbrio é um ponto em que todos os proprietários de animais gostariam de desfrutar.

Hoje os cães e gatos fazem parte integrante dos lares, representando o papel de membro da família, e quando adoecem é motivo de grande angústia e preocupação. Através da homeopatia é possível prevenir e tratar doenças, restabelecendo o equilíbrio do organismo do animal, sem que haja resistência do mesmo após um período de tratamento.

De acordo com a bióloga, médica veterinária e engenheira agrônoma, Maria do Carmo Arenales, a homeopatia é capaz de auxiliar de forma preventiva e curativa no tratamento de infecções, carrapatos, pulgas, estresse, doenças de pele e digestibilidade. “A homeopatia tem a vantagem de ativar os mecanismos de defesa do organismo promovendo um equilíbrio. Com um trabalho contínuo, o animal fica mais resistente a doenças oportunistas”, diz.

A facilidade de administração também é característica dos medicamentos homeopáticos pela apresentação em glóbulos, que geralmente são adicionados na água ou no alimento, podendo ser fornecidos diretamente via oral.

Além da palatabilidade, não possuem sabor desagradável.

Ao contrário dos medicamentos alopáticos, químicos, a homeopatia não apresenta contra indicações ou efeitos colaterais, pois no processo de fabricação toda a matéria prima do medicamento se transforma em energia. “Muitas vezes os animais começam a adoecer com frequência e por mais que o dono o medique, nada resolve, pois na maioria das vezes o animal já está resistente ao medicamento e o organismo acaba se acostumando com a química que nele é introduzido. Por isso a homeopatia é o caminho para prevenir que o animal fique com a imunidade fragilizada”, afirma Arenales.

Segundo ela, foi desenvolvido um produto que age como medicamento complementar aos tratamentos de afecções cutâneas, com etiologias decorrentes de reações alérgicas.

“O Fator Pró Imune Pet é o medicamento que promove uma melhor conversão alimentar ajudando na digestibilidade do alimento, fazendo com que o animal fique com mais virilidade e sadio”, diz. Desta maneira, a homeopatia vem conquistando clínicas e pets shops especializados que visam oferecer sempre a melhor opção aos clientes.
Fonte: Laboratório Arenales.

Mon Amour Megan